.caminho musical


Rouxinol Faduncho - Desvariação

.quantos caminhantes


.caminhos recentes

. Teste psicológico

. Mas a Maria merece

. Resignação

. Parte mais importante

. Tudo sobre peidos

. Aviso do gaucho amigo

. Caminho Molhado

. A universalidade do povo ...

. Amigos do Caralho

. Leitaria do Avante

.caminhos antigos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.sobre mim

.mais sobre mim


.caminhos trilhados

.o meu "selo"

Caminhos Cruzados

.o meu c@minho



.músicas que já tocaram no meu caminho


.procurar caminho

 

.em movimento




C

A

M

I

N

H

O

S



C

R

U

Z

A

D

O

S

.campanha da escrita

Campanha da escrita


blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 5 de Novembro de 2006

Parte mais importante

  Certo dia a mãe de uma criança perguntou-lhe se sabia qual era a parte mais importante do corpo. Ele pensou que o som era muito importante, para nós, seres humanos e então disse:
  "- As orelhas, mãe!"
  "- Não querido, porque muitas pessoas são surdas. Mas continua pensando sobre este assunto. Noutra oportunidade volto a perguntar." Disse concluido.
  Passou algum tempo até voltar a perguntar. O jovem tinha pensado bastante e pensou ter encontrado a resposta certa. Então disse:
  "- A visão é muito importante para todos, então devem ser os nossos olhos."
  Tinha errado outra vez. Ela olhou-o e disse:
  "- Estás a aprender rápido, mas a resposta ainda não está correcta, porque há muitas pessoas que são cegas..."
  Ouvindo a explicação, o jovem continuou a sua busca de conhecimento ao longo do tempo. A sua mãe de tempos em tempos colocava-lhe sempre a mesma pergunta e a cada resposta dada, dizia:
  "- Não, mas estás a ficar cada vez mais inteligente."
  Então um dia o avô da criança morreu. Todos estavam tristes. Todos choravam. Até o seu pai, que nunca tinha visto chorar. Nessa altura a sua mãe olha-o e pergunta:
  "- E agora, já sabes qual é a parte do corpo mais importante?"
  O jovem ficou um tanto chocado por a sua mãe lhe estar a fazer essa pergunta justamente naquele momento. Sempre achara que era apenas um jogo entre eles.
  "- Hoje é o dia em que precisas aprender esta importante lição" disse-lhe a mãe.
 
Ela olhou-o com aquele olhar que só as mães conseguem fazer e continuou:
  "- Meu amor, a parte mais importante são os seus ombros."
  "- Porque eles sustentam a minha cabeça?"
  "- Não querido, porque podem apoiar a cabeça de um amigo ou de alguém amado quando choram. Todos precisam de um ombro para chorar em algum momento da vida", explicou a mãe.
  Naquela instante, a criança descobriu qual era a parte mais importante. Descobriu, também, a importância de ser "simpático" à dor dos outros, porque naquela hora quem precisou de um ombro fora ele.
  "- Espero que tenhas bastante amor e amigos, e que os teus ombros estejam sempre à disposição quando alguém precisar" - disse-lhe a mãe, continuando:
  "- As pessoas esquecerão o que dizes... até esquecerão o que fazes... mas nunca esquecerão o que lhes fizeste sentir!".

"Os bons amigos são como as estrelas. Nem sempre os vês, mas sabes que estão sempre lá."

publicado por menouv às 17:38
caminho do post | caminhar | adicionar aos meus caminhos
|
10 comentários:
De deusa da lua a 5 de Novembro de 2006 às 19:17
bem......este texto esta divinal. devo e dizer que ja tive muitas decepçoes com amigos e neste momento tenho poucos mas bons e sei que estao la sempre que presiso. mas vale poucos e bons que muitos e maus. lindo lindo lindo. um beijo e boa semana***
De oteudoceolhar a 5 de Novembro de 2006 às 23:16
Excelente música...n sabia que a Dulce Pontes a cantava...é uma música que muita das vezes quando a ouço me leva ás lágrimas. Excelente o teu texto...faz sempre falta um ombro.Gostei mesmo. Barreiro City? Sendo assim um beijo n´oteudoceolhar Bizinho:). Boa semana *
De Sereia a 6 de Novembro de 2006 às 10:29
Realmente versatilidade é coisa que não te falta!!

Quem diria que depois dos últimos posts viria um texto tão cheio de sentimento?
Gostei, embora não concorde muito. Para mim a parte mais importante do corpo é mesmo o coração. De que me serve um ombro amigo se não existir realmente amizade? E a amizade verdadeira nasce no coração!! E se não houver ombros para emprestar há-de haver outra coisa qualquer, nem que sejam simples palavras ou apenas um olhar! Os verdadeiros amigos não precisam de dizer nem fazer muito, nós sabemos que eles estão sempre lá, que sentem a nossa dor e a nossa felicidade como se fossem suas!!
Mas, enfim, são opiniões...
Beijos grandes desta AMIGA... SEMPRE!
De Tiago a 6 de Novembro de 2006 às 22:22
Caro amigo! Desde já aproveito para dizer que este post está muito bom. Em relação ao último publicado, há uma significativa mudança. Este apela ao sentimento.

A verdade é que tudo o que temos é importante e os amigos podem sempre contar com o meu ombro, para apoiarem-se nos momentos mais difíceis.

Amigo, estou cá sempre que precisares.
De menouv a 7 de Novembro de 2006 às 00:07
deusa da lua: Olá companheira! Vem vinda mais uma vez a este cantinho! Concordo quando dizes que mais vale poucos, mas bons, do que muitos mas maus! De qualquer forma discordo quando dizes que já tiveste decepcoes com alguns amigos. Será que realmente eram teus amigos? Será que não eram pouco mais que conhecidos? Será que não tinhas outras expectativas que eles nunca prometeram cumprir em termos de amizade? Digo-o porque já me questionei/questiono sobre isto em relação a alguns. Boa semana e beijos!

oteudoceolhar: Olá, olá! É verdade, esta música é a nossa Dulce Pontes que a canta no album "Focus" que recomendo ouvir porque está todo ele muito bom. Sim, sou do Barreiro... e com muito gosto (como diria o outro). Porque perguntas isso?? Beijos!

Sereia: Sou Gémeos... dupla personalidade (dizem alguns, mas tu conheces-me), logo tenho que ser flexivel! :)
Amiga, agora que ninguém nos está a ouvir, confesso (como se fosse preciso dize-lo) que o texto não é da minha autoria (alterei algumas coisas apenas), e como tal tentei manter a esturura original. Isto apenas para te dizer que concordo contigo em relacao à parte mais importante. Claro que quando é referido o ombro, eu associo-o a um sentimento mais lato que é aquele que vem do coração. Olha, nem digo mais nada... assino por baixo o que disseste sobre a amizade. Disse. Mais 2 quilos e meio de beijinhos.

Tiago: Grande amigo. Tudo bem? Obrigado pelos elogios a este nosso cantinhos de partilha de emoções, opiniões, criticas. Os amigos não são importantes... são practicamente vitais e eu tenho a "sorte" de ter os suficientes, nos quais te incluis obviamente! Aquele abraço!
De Maria Papoila a 7 de Novembro de 2006 às 17:25
Menouv:
AMIGO é aquele que está lá sempre... e que nos dá o ombro porque o seu coração nos abriga. Amigo adivinha os nossos anseios e quantas vezes antecipa-se para nos ladear no caminho ombro a ombro... e que quando merecemos nos "puxa as orelhas" para acordarmos. Beijo
De meialua a 9 de Novembro de 2006 às 10:20
Recebi há tempos este texto por mail. Ele é realmente fantástico. E concordo que muitas vezes há palavras que se perdem no tempo. Os gestos, as atitudes, essas ficam-nos sempre marcadas. Beijinhos Mágicos
De arco e flecha a 11 de Novembro de 2006 às 04:21
Amigo... é estar ali! Partilhar um olhar, um suspiro, uma lágrima, um sorriso, um abraço... e até por vezes... um silêncio!
De Solidário a 12 de Novembro de 2006 às 17:30
Felicito-Te pelo o maravilhoso texto, e pela bela música tão bem cantada. O Texto é de uma riqueza , com um conteúdo formidável. Oxalá todos o tenham entendido, ou o entendam. De facto a amizade é tão importante, creio mesmo que o é, em todos os momentos. Mas cada vez é mais difícil aparecer amigos certos, são valores que parecem estar a perderem-se Enfim!!! Recebe um forte abraço de muita amizade
De menouv a 12 de Novembro de 2006 às 20:13
Maria Papoila: Olá Maria! Mais uma vez assino por baixo o que disseste. Apenas acrescento que Amigo não esquece, Amigo também critica... sempre construtivamente, Amigo não nos deixa cair no marasmo que por vezes teimamos procurar. Beijos!

meialua: Olááá. Benvinda!! "- As pessoas esquecerão o que dizes... até esquecerão o que fazes... mas nunca esquecerão o que lhes fizeste sentir!" Mais palavras para quê? Beijos!

arcoeflecha: Oi! Silêncios... esse "assunto" tão delicado que só os verdadeiros amigos sabem usar: umas vezes recriando-os, outras impedindo-os! Bjocas!

vozdaliberdade: Olá companheiro! Mais uma vez bem vindo a este caminho! Para quem tem amigos verdadeiros o texto é de fácil entendimento, digo eu, não sei! A verdadeira amizade não se perde... a solidariedade para com o proximo que não conhecemos é que infelizmente é outra história. Um grande abraço!

comentar caminho

.Obrigado pela visita. Volta sempre!

menouv